Após protestos, patrocinador ‘desaparece’ do ‘MasterChef’

Internautas notaram que o 'MasterChef' não fez questão de mostrar a marca do supermercado que patrocina a atração, após polêmica morte de cão

0
82

 

Fogaça sentiu-se mal e foi substituído por Rodrigo Oliveira
Fogaça sentiu-se mal e foi substituído por Rodrigo Oliveira Reprodução

 

Os internautas não deixaram passar batido.

Após a morte de um cachorro em um supermercado da rede Carrefour em Osasco, na Grande SP, uma chuva de protestos e de internautas atentos tomou conta das redes sociais.

Um funcionário terceirizado da rede de supermercados é suspeito de matar um cachorro a pauladas, na última quarta-feira (28). As imagens da violência com o cãozinho viralizaram.

Além de boicote ao hipermercado, internautas foram as redes sociais ontem pedir o fim da parceira do “MasterChef” com a rede, que patrocina a atração há anos.

Eis que a Band não encerrou a parceria, mas mostrou bem menos a marca no programa desta terça-feira (4).

Os telespectadores mais atentos perceberam que Ana Paula Padrão não mencionou o nome do Carrefour como costuma fazer ao falar no ‘MasterChef’.

“Ué, o ‘MasterChef’ não vai falar do cartão Carrefour?”, perguntou um internauta.

“É impressão minha ou o patrocinador não será citado?”, questionou outro.

Nos bastidores do reality culinário o comentário era que a emissora iria citar menos o patrocinador, que apoia a atração em diversas ações desde 2015.

Além do sumiço do patrocinador, o programa teve outra ausência.

Durante a eliminação da participante Heaven, o chef Henrique Fogaça teve de deixar o programa. Vítima de uma forte cólica renal, o jurado teve de ser substituído por Rodrigo Oliveira, chef do restaurante Mocotó.

Procurada, a Band diz que não vai se pronunciar sobre a questão envolvendo o Carrefour.

O Carrefour diz que reconhece que um grave problema ocorreu em sua loja de Osasco e que a empresa não vai se eximir de sua responsabilidade.