Fluminense joga bem, bate Nacional e vai à semifinal da Sul-Americana

Tricolor foi para cima dos uruguaios, teve raça e contou com gol de Luciano no início do segundo tempo para sair com a classificação no Uruguai

0
118

 

Nacional x Fluminense Foto: Lance

Depois de jogar mal no Rio de Janeiro, o Fluminense foi para o Uruguai disposto a lutar contra as adversidades e sair com a vitória. E foi isso que aconteceu. O Tricolor jogou bem e bateu o Nacional-URU por 1 a 0, nesta quarta-feira (31), com gol do atacante Luciano, no Estádio Parque Central e está classificado para a semifinal da Copa Sul-Americana.

Depois de um primeiro tempo ofensivo e de abrir o placar logo no começo da segunda etapa, o Flu fez os últimos 45 minutos do confronto de forma impecável para superar a pressão dos mandantes. O gol marcado pelo time tricolor foi o primeiro que os uruguaios sofreram como mandantes em oito jogos por competições internacionais (Libertadores e Sul-Americana) em 2018.

Começo movimentado

Sem tempo a perder, os dois times tentaram ir para cima quando tiveram a posse de bola. O duelo mal começou e o Flu já reclamou de pênalti em dois momentos. Primeiro, um puxão em Richard na área, depois, uma mão na bola de um jogador uruguaio, mas o árbitro, nos dois lances, nada marcou. Apesar disso, o Tricolor tomou as iniciativas em um duelo pegado.

Novo jogo, velho problema

Assim como no jogo de ida – e em vários momentos da temporada -, o Fluminense teve a bola, mas não conseguiu ser agressivo e levar perigo ao gol adversário. Os jogadores tentaram rondar a área do Nacional, mas faltou capricho para fazer valer a superioridade em campo. Na verdade, foram os uruguaios que finalizaram melhor aproveitando Jadson improvisado na direita. No ataque, Ayrton Lucas ficou devendo e errou muito nas chegadas.

Gol e confusão

O Fluminense voltou para o segundo tempo determinado a ter mais tranquilidade no duelo e assim foi feito. Logo aos três minutos, Conde tentou sair jogando com Espino, mas errou o passe e Sornoza se antecipou. O equatoriano tocou para Luciano, que driblou os adversários e abriu o placar. O clima esquentou quando o goleiro uruguaio cobrou fair-play do Flu, mas logo a partida retornou.

Retranca e classificação

Depois de marcar, o Flu fechou a casinha e ficou esperando pelos contra-ataques para tentar encerrar o placar. O Nacional, então, foi para cima e tentou levar o jogo, ao menos, para os pênaltis, porém, a equipe de Alexander Medina encontrou muita dificuldade para finalizar com perigo efetivo pela boa defesa do time visitante. O chute não entrou e o Tricolor saiu com a classificação do Parque Central.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here