Regente de fanfarra vítima de acidente entre em ônibus e carreta morre em hospital de Feira de Santana

Marcos Silva Brito morreu na noite de domingo (25), no Hospital Clériston Andrade. Com ele, o número de mortos no acidente subiu para 6; 12 seguem internados em unidades de saúde.

0
121

 

Marcos Brito foi uma da vítimas do acidente entre ônibus e carreta na Bahia — Foto: Reprodução/Facebook
Marcos Brito foi uma da vítimas do acidente entre ônibus e carreta na Bahia — Foto: Reprodução/Facebook

O regente de fanfarra Marcos Silva Brito, uma das vítimas da batida entre um ônibus e uma carreta na BR-116, morreu na noite de domingo (25), no Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana. Com Marcos, o número de mortos do acidente subiu para seis. Doze pessoas seguem internadas em hospitais da região.

A informação é do prefeito de Euclides da Cunha e foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), nesta segunda-feira (26).

Marcos seguia no ônibus escolar que transportava estudantes com idades entre 14 e 25 anos do município de Euclides da Cunha, a cerca de 300 km de Salvador, com destino a um concurso de fanfarras em Antônio Cardoso, cidade vizinha a Feira de Santana.

De acordo com o prefeito de Euclides da Cunha, Luciano Pinheiro, a prefeitura decretou luto oficial de três dias por conta do acidente. Além disso, os expedientes nos setores municipais e nas escolas da cidade foram suspensos nesta segunda-feira. Os velórios estão sendo realizados na Câmara de Vereadores da cidade e os sepultamentos estão previstos para o final da tarde.

Frente de ônibus envolvido em acidente ficou destruída após batida com carreta na BR-116, na Bahia  — Foto: Madalena Braga/TV Subaé
Frente de ônibus envolvido em acidente ficou destruída após batida com carreta na BR-116, na Bahia — Foto: Madalena Braga/TV Subaé

Pinheiro divulgou, ainda, o nome dos outros mortos no acidente que seguiam no ônibus. São eles: Rodrigo Carvalho Brandão da Silva, Jeferson Conceição dos Santos, Rafael José da Silva Souza e Fernando Andrade de Almeida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here